quinta-feira, 16 de novembro de 2017

0 Reflexão – O perigo das raposas e das raposinhas





Texto Base: "Apanhai-nos as raposas, as raposinhas, que fazem mal às vinhas, porque as nossas 
vinhas estão em flor." (Cantares 2:15)

INTRODUÇÃO -  Raposa - animal mamífero, carnívoro da família dos Canídeos, com 4 gêneros e muitas espécies. São animais oportunistas e se alimentam principalmente de aves, roedores, peixes, insetos, ovos, etc. Sua caça era um esporte tradicional na Inglaterra, tendo sido proibida em 2005.

Os animais que ocorrem na América do Sul e são chamados de ¨raposas¨, na realidade são ¨falsas raposas¨, pois pertencem ao gênero Canis, diferentemente das verdadeiras raposas e é também o símbolo da esperteza (Fonte: http://www.dicionarioinformal.com.br/raposa/ )

Todos sabemos que as raposas (literais) não se alimentam de uvas para que elas estejam ameaçando as vinhas. O autor sacro diz-nos que elas fazem mal, ou seja, danificam as vinhas.

Encontramos neste belíssimo texto poético quatro elementos interessantes, que vale a pena refletir a respeito: 

1º (as vinhas), 2º (as raposas), 3º (as raposinhas) e (alguém responsável pelas vinhas = apanhai-nos).
1.     VINHAS – é do conhecimento de todos que vinha aqui traz o simbolismo de rebanho, congregação, Igreja (Ekklesia/GREGO).

Quando o escritor sacro falou que as vinhas estavam em flor queria dar-nos a ideia da beleza e da vivacidade que a Igreja do Senhor alcança de tempos em tempos. Certo é que passamos períodos de escassez espiritual e material, mas não podemos deixar de reconhecer que, vez por outra, a benção de Deus nos alcança de maneira poderosa. É justamente nestes momentos que devemos ficar atentos e ser extremamente cuidadosos para que forças externas (raposas e raposinhas) não causem sérios danos a obra de Deus.

Jesus estabeleceu a sua Igreja como coluna e firmeza da verdade (I Tm 3.15) a fim de proclamar esta mesma verdade ao mundo e ser luz e sal, evitando assim a putrefação que o pecado produz sobre a vida humana entregue a ele. Estabeleceu-a para que “...as portas do inferno não prevaleçam contra ela” (Mateus 16.18). Mas isso não quer dizer, contudo que o inferno não tentará derrubar a Igreja e danificá-la, mas sim que ele não conseguirá o seu intento, pois o Espírito de Deus o repreenderá.

2.     RAPOSAS – Símbolo daquilo que destrói a vinha de Deus = PECADO.
Uma das coisas mais terríveis que observo nos dias hodiernos são pessoas brincando com o pecado, como se ele não fosse assim tão nocivo e danoso quanto parece. Pior que muitos que brincam são pastores, obreiros, responsáveis por cuidar da vinha do Senhor. Mas que ao invés de vigiá-la a fim de evitar a entrada das “raposas”, simplesmente ignoram o perigo e porque não dizer que até as vezes conduzem essas raposas até a entrada da vinha e permitem que entrem e causem estragos.

Essas raposas são as concessões ao pecado na casa de Deus, o adultério desenfreado, os divórcios totalmente contra a Palavra de Deus, a corrupção, a fornicação que se espalhou como uma praga no meio da nossa juventude, etc. Tudo o que causa dano a obra de Deus é raposa destruidora.

3.     RAPOSINHAS – pequenos pecados que parecem passar totalmente despercebidos – nós costumamos condenar veementemente as “grandes raposas”, mas esquecemos de olhar que as vezes as pequenas causam tanto dano, senão pior do que as grandes.

O Senhor Jesus já nos seus dias de ministério terreno dizia em tom severo aos fariseus: Ai de vós, doutores da Lei e fariseus, hipócritas! Porque fechais o reino dos céus diante dos homens. Porquanto vós mesmos não entrais, nem tampouco deixais entrar os que estão a caminho!  (Mateus. 23.13 / KJV)

Fechamos aos homens as portas do Reino dos Céus quando não tratamos o pecado com o rigor que ele merece e simplesmente assistimos o rebanho de Deus (A VINHA) fazer o que quer e não admoestamos ou exortamos a que se arrependam.

Essas raposinhas estão em todo lugar passando-se por coisas lícitas e inocentes aos olhos dos incautos. Sabe aquele negócio de “nada a ver” e “um pouquinho não faz mal” ou então “Deus só quer o coração”? Alguns são mais descarados e usam como desculpa o jargão: “mas todo mundo faz a mesma coisa”. Só porque todo mundo faz a mesma coisa isso não quer dizer que ela esteja correta.

Com essas desculpas esfarrapadas alguns pensam que podem enganar a Deus e viver em mentiras, roupas sensuais, xingamentos, palavrões, expondo seus corpos em vitrine (esquecendo que é TEMPLO DO ESPÍRITO SANTO), espalhando mexericos etc. Isso tudo são raposinhas que muitas vezes ninguém percebe que ela está ali, causando danos a vinha de Deus e estragando seus frutos.

4.     AQUELE QUE CUIDA DA VINHA – O apóstolo Paulo corroborando o profeta Jeremias disse que Deus mesmo foi quem deu à Igreja pastores segundo o seu coração, que as apascentem com sabedoria, a fim de um dia apresenta-la como virgem “imaculada” a um marido, a saber, a Cristo (Jeremias 3.15; Efésios 4.11; I Pedro 5.2-12; II Coríntios 11.2).

Tenho um extremo respeito aos pastores que Deus escolheu para guiar o seu rebanho e falo isso com temor e tremor, mas tenho que falar.

Muitos de nossos pastores precisam abrir os olhos enquanto é tempo, pois estão adquirindo a “síndrome de Arão” e permitindo que o rebanho faça o que quer da casa de Deus, não os repreendem por medo da pressão e da perda do cargo (ou benefícios). E por causa disto as raposas e as raposinhas estão destruindo as vinhas do Senhor.

Acredite meu caríssimo Pastor, se você permitir que o pecado e o mundanismo destrua a pureza da Igreja que está aos seus cuidados, Deus vai cobrar um preço muito alto de você. É melhor se indispor com o povo e com colegas de ministério do que com Deus. Ouça o que diz Samuel: Se um homem pecar contra outro, Deus o julgará; mas se um homem pecar contra o Senhor, quem intercederá por ele? (I Samuel 2.25a).

CONCLUSÃO – Deus entregou nas mãos de cada Pastor uma noiva pura, adornada e bem cuidada e espera no dia da sua volta recebê-la de igual maneira; acrescida daqueles que ele conseguiu agregar ao rebanho. O que ele dirá se Naquele dia encontrar das suas mãos apenas metade do rebanho que ele te confiou e essa metade suja, desgastada pela impureza, cheia de feridas e com as roupas manchadas?

     Pense nisso,

                               João Augusto de Oliveira

domingo, 12 de novembro de 2017

0 Reflexão Bíblica: 03 razões para Deus nos colocar no "deserto"





Texto de apoio:
"Lembrem-se de como o Senhor, o seu Deus, os conduziu por todo o caminho no deserto, durante estes quarenta anos, para humilhá-los e pô-los à prova, a fim de conhecer suas intenções, se iriam obedecer aos seus mandamentos ou não (Deuteronômio 8:2).


Introdução
- Deserto (Região árida, coberta por um manto de areia em que é quase absoluta a ausência de vida). Uma região que ninguém gosta de pensar, muito menos morar. A não ser os povos que vivem por tradição no deserto, outros nem se aventuram a ir lá, sob risco de perder a vida ou sofrer grandes agruras.


   No deserto como todos sabem  a temperatura pode sofrer oscilações bruscas de 50º C durante o dia e –5º C à noite, fazendo com que o corpo humano sofra violentamente. A ausência de água neste lugar também pode ser outro fator de risco, pois leva-nos rapidamente a desidratação e a morte. Isso sem falar nos animais peçonhentos (escorpiões e serpentes) que são em alguns casos fatais.


     Sendo estes lugares tão perigosos porque então Deus muitas vezes nos permite ir lá? Porque esse sofrimento é imposto ao justo algumas vezes? Será que Deus tem prazer em ver-nos sofrer?


1. Deus nos permite ir ao deserto para revelar que somos de fato
- Segundo a Bíblia todos nós somos para Deus como o imundo e nossas justiças trapos de imundícia (Isaías 64.6). Contudo parece que nunca aprendemos isso de fato.


    Pois no fundo somos egoístas e arrogantes como se o mundo girasse em torno de nós. Humilhamos as pessoas as vezes, muitas delas usando até mesmo de prerrogativas espirituais. É justamente nessa hora que Deus precisa nos humilhar e mostrar quem realmente somos, NINGUÉM!


   Veja Moisés quando ainda estava no palácio de Faraó, imaginando que podia libertar o povo de Israel com a força do seu próprio braço, a ponto de tirar a vida de um egípcio no processo. Deus teve que intervir e mandá-lo à UNIVERSIDADE DO DESERTO para que lá, aprendesse quem realmente ele era.


2. Deus nos permite ir ao deserto para provar o que há no nosso coração - Lembra quando o Espírito conduziu o Senhor Jesus ao deserto para ser tentado pelo diabo (Mateus 4.1...)?

Jesus não precisava passa por aquela prova, mas a suportou bravamente e venceu, para nos dar uma grande lição: mesmo no deserto podemos vencer a tentação e mostrar que afinal o nosso coração pertence a Deus.


Em meio as benesses da vida, aos carros, aos salários altos, ao glamour das conquistas e aos holofotes não mostramos nossa verdadeira face, nem revelamos o que verdadeiramente há em nosso coração. Somente quando ficamos sós no ermo é que sabemos quem verdadeiramente somos.


Conheço muita gente que vivia acostumada a regalias e holofotes, mas no dia que perdeu tudo isso e foi para o deserto mostrou-se insano e blasfemador de Deus. Dando prova claríssima que servia a Deus somente por causa das bençãos recebidas.


Citamos mais uma vez o exemplo de Moisés que uma vez perdendo as regalias do palácio contentou-se com Deus por quarenta anos no deserto de Midiã. Belo exemplo a ser seguido.


3. NO deserto Deus revela-se a nós com grande poder
- Sim ele pode revelar-se em qualquer lugar, contudo a Bíblia mostra-nos claramente que ele o faz de maneira plena quando estamos no deserto.
Por quê? Talvez porque lá estejamos mais quebrantados, mais humilhados, mais dependentes dele. Assim propensos a receber mais da sua presença e glória.


Olhemos mais uma vez para Moisés no deserto quando estava em Horebe. A experiência que teve com o Todo Poderoso na Sarça Ardente, creio eu que valeu por todos os anos de privação e sofrimento que o deserto lhe proporcionou.


Ali a mão de Deus foi sobre Moisés de tal maneira que ele foi totalmente transformado para nunca mais voltar a ser o mesmo.


CONCLUSÃO
- Se você está no deserto, cuidado antes de murmurar e reclamar. Deus não nos coloca no deserto para nos matar, pelo contrário, ele quer nos fazer mais fortes, preparados e cheios da sua glória, a fim de realizar a obra que ele nos chamou.


     Bom domingo e uma ótima semana a todos,


                         João Augusto de Oliveira

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

0 Lições Bíblicas 1° Trimestre de 2018, Adultos – CPAD





Lições Bíblicas 1° Trimestre de 2018, Adultos – CPAD
TÍTULO: A Supremacia de Cristo
Subtítulo: Fé, Esperança e Ânimo na Carta aos Hebreus
Comentarista: Pr. José Gonçalves
Revista: Do Professor
Classe: Adultos


LIÇÕES
Lição 1 - A Carta aos Hebreus e a Excelência de Cristo
Lição 2 - Uma Salvação Grandiosa
Lição 3 - A Superioridade de Jesus em relação a Moisés
Lição 4 - Jesus é Superior a Josué - O meio de entrar no Repouso de Deus
Lição 5 - Cristo é Superior a Arão e à Ordem Levítica
Lição 6 - Perseverança e Fé em Tempo de Apostasia
Lição 7 - Jesus - Sumo Sacerdote de uma Ordem Superior
Lição 8 - Uma Aliança Superior
Lição 9 - Contrastes na Adoração da Antiga e Nova Aliança
Lição 10 - Dádiva, Privilégios e Responsabilidades na Nova Aliança
Lição 11 - Os Gigantes da Fé e o seu Legado para a Igreja
Lição 12 - Exortações Finais na Grande Maratona da Fé


FONTE: https://sub-ebd.blogspot.com.br/2017/11/licoes-biblicas-1-trimestre-de-2018.html 

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

0 A política e a Igreja - Uma junção perigosa





Eu os estou enviando como ovelhas entre lobos. Portanto, sejam prudentes como as serpentes e simples como as pombas. Mateus 10:16

INTRODUÇÃO - Há alguns anos atrás escrevi uma postagem falando acerca do enorme perigo que corre a Igreja brasileira unindo-se em laços estreitos com a política. Acredito que qualquer pessoa de bom senso reconhecerá que eu estava coberto de razão quando falava dos meus temores em relação a esta junção.

Passados alguns anos posso dizer que infelizmente a profecia tornou-se realidade, pois o que vemos é realmente absurdo  no meio evangélico. Políticos ditando as regras na Igreja do Senhor, pastores brigando entre si por causa de apoio a políticos e homens que deveriam estar cuidando dos seus rebanhos e preparando a noiva do cordeiro para ir ao céu, estão na verdade entregando seu rebanho aos lobos etc.

                        Uma junção perigosa - será que Deus a aprova?

Não se pode duvidar da extrema corrupção que grassa a nossa politica brasileira, da crise econômica e do desemprego galopante que vem assolapando o nosso país, mas em meio a tudo isso vejo algo ainda mais espantoso: Políticos cristãos (supostamente) defendendo corruptos e dizendo que Deus está no negócio.

Dia desses ouvi uma declaração da liderança de uma grande Igreja Evangélica no nosso Brasil dizendo que "Deus colocou o Presidente Temer no poder", confesso que ao ouvir tal declaração (que é corroborada por muitos outros cristãos/pastores/deputados) eu fiquei de cabelo em pé. Olha não estou dizendo que gosto da ideologia do PT ou que Dilma foi uma excelente presidente, mas afirmar que Deus colocou Temer no poder é uma declaração por demais ousada, talvez insana.

Afirmar que Deus o colocou no poder é dizer que Deus concorda com as Reformas propostas (algumas já aprovadas) pelo Governo Federal. Reformas estas que na sua grande maioria vieram somente para tirar direitos dos trabalhadores, para não dizer que em alguns casos, chega a transformar o trabalhador em escravo (sem direitos a nada) e fadado a trabalhar apenas pelo básico para viver. 

Basta analisar o texto da Reforma Trabalhista e qualquer pessoa (nem precisa ser advogado) poderá ver que as alterações foram totalmente "prejudiciais" ao trabalhador; isso sem falar na famigerada "Reforma da Previdência" que se aprovada, trará grandes prejuízos aos que estão buscando o momento da aposentadoria. Estamos vendo a alta de preços como nunca antes, aumentos frequentes na conta de luz, no gás de cozinha etc. Dizer que Deus concorda com isso realmente é uma declaração muito estranha, pelo menos à minha mera compreensão.

Várias denúncias contra o Governo Federal foram vetadas pela Cãmara dos Deputados antes mesmo de chegarem aos tribunais porque políticos votaram a favor do arquivamento total da denúncia, dentre estes, muitos evangélicos de renome (pastores de grandes Igrejas e pregadores internacionais). E ainda querem nos enfiar "goela abaixo" que quem questiona está errado e agindo contra a vontade de Deus?

Fico perplexo diante deste cenário grotesco que se desenrola diante de nós. Pior que tem gente que fica andando de Igreja em Igreja não para evangelizar o ajudar os irmãos na fé, mas apenas para fazer campanha política pra esse ou aquele deputado "EVANGÉLICO" que aparece de quatro em quatro anos somente para pedir votos. 

CONCLUSÃO  - Será que Deus realmente concorda com toda essa baderna e confusão ou estamos enganando a nós mesmos? Será que Deus concorda que a sua Igreja seja feita de massa de manobra para pastores inescrupulosos ganhar favores de políticos? Será que Deus está de acordo com a criação de leis injustas que visam tirar direitos do podre e transformá-lo em escravo dos patrões? Deus concorda que um Presidente acusado não vá a julgamento para ficar provada a sua inocência ou não? Por fim será que Deus concorda com centenas de pastores (Homens de Deus) que deveriam estar ocupando-se da pregação do Evangelho, ao invés disso estão apioando a opressão e incentivando a corrupção? 

Pense nisso,
                       João Augusto de Oliveira




segunda-feira, 23 de outubro de 2017

0 Recomendações ao Pregador da Palavra




1 Co 9:15-27

INTRODUÇÃO
 
Jesus pagou com o Seu próprio sangue a salvação de todos nós! Sacrifício nenhum ficou sob nossa responsabilidade e nada que pesasse sobre os nossos ombros, ou seja: Ele quitou a dívida de todos e nos incumbiu tão somente de fazer notório entre as nações do mundo inteiro que a Porta da Graça está aberta. Com o Seu duplo imperativo: Ide e pregai e Ide e Anunciai, ficamos responsáveis pela pregação da Sua Palavra. O que Paulo acatou como prioridade em seu ministério, quando afirmou em sua Primeira Carta ao Coríntios 9:16-23:   “Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim se não anunciar o evangelho!  E, por isso, se o faço de boa mente, terei prêmio; mas, se de má vontade, apenas uma dispensação me é confiada. Logo, que prêmio tenho? Que, evangelizando, proponha de graça o evangelho de Cristo, para não abusar do meu poder no evangelho. Porque, sendo livre para com todos, fiz-me servo de todos, para ganhar ainda mais.  E fiz-me como judeu para os judeus, para ganhar os judeus; para os que estão debaixo da lei, como se estivera debaixo da lei, para ganhar os que estão debaixo da lei.  Para os que estão sem lei, como se estivera sem lei (não estando sem lei para com Deus, mas debaixo da lei de Cristo), para ganhar os que estão sem lei.  Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para, por todos os meios, chegar a salvar alguns.  E eu faço isso por causa do evangelho, para ser também participante dele.”

Assim como Paulo, que antes de conhecer o Senhor era perseguidor da Igreja. Nós que em outro tempo andávamos desgarrados do aprisco do Senhor, assumimos a responsabilidade de pregar a Palavra a tempo e fora dele. Entendendo que além do privilégio e a honra que temos em assim fazer, esta é a nossa principal obrigação.
 
ESBOÇO
 
01. - QUE SEJA REALMENTE NASCIDO DE NOVO E VIVA UMA GENUÍNA CONVERSÃO:
2Co 5:20 - "De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse. Rogamos-vos, pois, da parte de Cristo que vos reconcilieis com Deus."
 

02. - QUE SEJA DIGNO, SINCERO E PIEDOSO HOMEM DE ORAÇÃO:
1Ts 5:17 - "Orai sem cessar."
 

03. - QUE SEJA PROFUNDAMENTE AMOROSO E COMPASSIVO:
1Pe 1:22 - "Purificando a vossa alma na obediência à verdade, para caridade fraternal, não fingida, amai-vos ardentemente uns aos outros, com um coração puro."
 

04. - QUE SEJA APAIXONADO PELAS ALMAS PERDIDAS:
Mt 9:36  - "E, vendo a multidão, teve grande compaixão deles, porque andavam desgarrados e errantes como ovelhas que não têm pastor."
 

05. - QUE ESTUDE DIARIAMENTE A BÍBLIA:
1Tm 4:13 - "Persiste em ler, exortar e ensinar, até que eu vá."
 

06. - QUE DÊ BOM TESTEMUNHO ATRAVÉS DE SEU SÓBRIO VIVER:
1 Pe 1:13 - "Portanto, cingindo os lombos do vosso entendimento, sede sóbrios e esperai inteiramente na graça que se vos ofereceu na revelação de Jesus Cristo."
 

07. - QUE CONHEÇA RELATIVAMENTE BEM O SEU IDIOMA.
 

08. - QUE PREGUE MENSAGENS CRISTOCÊNTRICAS:
At 8:5 - "E, descendo Filipe à cidade de Samaria, lhes pregava a Cristo."
 

09. - QUE AS MENSAGENS QUE PREGAR SEJAM INSPIRADAS E INSTRUTIVAS:
Jo 6:63 - "O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos disse são espírito e vida."
 
 
10. QUE CONHEÇA OS PRINCÍPIOS  BÁSICOS DA ÉTICA SECULAR E CRISTÃ.
 

11. - QUE PREGUE A CRISTO E NÃO A SI MESMO:
1Co 2:1-5 - "E eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fui com sublimidade de palavras ou de sabedoria. Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo e este crucificado. E eu estive convosco em fraqueza, e em temor, e em grande tremor. A minha palavra e a minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração do Espírito e de poder, para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus."
 
 
12. - QUE SEJA REVERENTE E SUBMISSO A DEUS:
1Pe 5:6 - "Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que, a seu tempo, vos exalte."
 
 
13. - QUE NUNCA USE O PÚLPITO PARA ATACAR A OUTREM, SOB O PRETEXTO DE QUE “DEUS ESTÁ FALANDO:
Jr 23:16, 28 - "Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Não deis ouvidos às palavras dos profetas que entre vós profetizam; ensinam-vos vaidades e falam da visão do seu coração, não da boca do SENHOR. O profeta que teve um sonho, que conte o sonho; e aquele em quem está a minha palavra, que fale a minha palavra, com verdade. Que tem a palha com o trigo? Diz o SENHOR."
 
 
14. - QUE CONDENE O PECADO COM AUTORIDADE BÍBLICA NO ESPÍRITO SANTO:
Jr 23:29 - "Não é a minha palavra como fogo, diz o SENHOR, e como um martelo que esmiúça a penha?"
 
 
15. - QUE SEJA CHEIO DO ESPÍRITO SANTO: 
At 1:8 - "Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra."


16. - QUE SEJA EXPERIENTE:
1 Tm 3:6 "Não  neófito, para que, ensoberbecendo-se, não caia na condenação do diabo."

CONCLUSÃO

Sobre os fiéis pregadores da Palavra, a Bíblia diz em Isaías 52:7: - “Quão suaves são sobre os montes os pés do que anuncia as boas-novas, que faz ouvir a paz, que anuncia o bem, que faz ouvir a salvação, que diz a Sião: O teu Deus reina!” O que Paulo reitera na sua Carta aos Romanos 10:15:“E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam a paz, dos que anunciam coisas boas!”
 
Que o Espírito Santo de Deus inspire a todos os pregadores da Palavra da Verdade.


Jorge Albertacci
Pastor Emérito da Assembleia de Deus do Retiro

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

0 Reflexão Bíblica - Além da porta do Templo




Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.

Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte;

Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa.

Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus (
Mateus 5:13-16)

INTRODUÇÃO - É inegável o crescimento da população evangélica em nosso país e no mundo. Mas uma coisa que não podemos deixar de admitir é que a sociedade não está sendo afetada (no bom sentido), a medida que esse cresimento torna-se real.

Temos a impressão que a Igreja não está conseguindo influenciar positivamente a sociedade a ponto de que mudanças drásticas nos costumes e gostos venham a ocorrer.

Quando contemplo esse quadro estranho (quanto mais o número de evangélicos cresce mais aumenta o nível de rejeição ao povo crente) sou forçado a admitir: ALGO ESTÁ ERRADO COM O NOSSO CRESCIMENTO.

                    CRENTE COM TESTEMUNHO DE CRENTE
Li certa vez uma publicação que dizia: Nós somos a única Bíblia que alguns pecadores irão ler. Fiquei confuso quando li isso pela primeira vez, mas como costumo fazer, li mais umas dezenas de vezes até que a frase começou a fazer sentido para mim.

Fico imaginando quantas vezes somos crentes apenas nas quatro paredes do templo, mas uma vez fora dele praticamos coisas inomináveis, coisas que nos fariam corar de vergonha apenas ao mencionar. No entanto no próximo Domingo estamos lá novamente com a nossa roupa da Igreja impecável, nosso cantico congregacional e nossa bela oferta; contudo no coração, nemhuma intenção de obedever a voz de Deus e representá-lo diante de um mundo perdido, ao sairmos fora da PORTA DO TEMPLO.

Saiba que Deus nunca procurou pessoas que são santas apenas nas quatro paredes do tempo, pelo contrário, ele procura aqueles que estejam dispostos a ser sal e luz diante de um mundo mergulhado em putrefação e trevas.

Cantar na Igreja como um rouxinol, mas ao chegar em casa cantar músicas mundanas carregadas de sensualidade, promiscuidade, violência e apologia a prostituição e drogas nunca agradou a Deus.

Pregar na Igreja como um profeta, mas ao chegar em casa espancar a esposa e os filhos, fazer negócios escusos, ir com a colega de trabalho para o motel, agredir verbal ou fisicamente os vizinhos é uma abominação e vergonha ao nome de Deus.

Dizimar e ofertar na Igreja, porém desprezar ajuda ao próximo (seja ele crente ou não) desde que comprovada a sua real necessidade não glorifica a Deus. Na verdade eu tenho a impressão que seria melhor queimar o dinheiro que colocamos na salva da oferta no fogo, se vermos o nosso próximo passando necessidade e lhe virarmos as costas.

Ensinar no púlpito com maestria, mas comprar o que sabe que não pode pagar, usar material pirateado, comprar produtos de origem duvidosa (produto de furto ou roubo) nos coloca em rota diretiva ao inferno.

CONCLUSÃO
- Deus nunca pediu de nós uma religião de fórmulas ou de teorias mirabolantes, pelo contrário o que ele nos pede é que tenhamos diariamente um relacionamento pessoal com ele. Uma religião que prega e que vive o que se pregou. Uma religião que nos faça cada dia mais parecidos com Cristo diante dos homens. Para que quando as pessoas olharem para nós possam pensar assim: Se estes filhos de Deus são assim imagina o Pai deles (DEUS) como não será?

     Você representa Deus diante dos homens,

                 Pense nisso,

                                     João Augusto de Oliveira


quinta-feira, 12 de outubro de 2017

0 Reflexão –Jesus virá buscar você?





TEXTO- Eis aqui vos digo um mistério: Nem todos dormiremos mas todos seremos transformados, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos serão ressuscitados incorruptíveis, e nós seremos transformados. Porque é necessário que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade e que isto que é mortal se revista da imortalidade. Mas, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então se cumprirá a palavra que está escrito: Tragada foi a morte na vitória. (I Coríntios 15.51-54)

INTRODUÇÃO – Lembro-me perfeitamente de quando iniciei minha caminhada na fé. Era uma boa época (há 22 anos) para ser cristão. Claro que não se compara a décadas atrás, no entanto, acreditem era melhor milhares de vezes do que estes dias tenebrosos que estamos vivendo. E não estou falando apenas em termos de mundo, mas de igreja também. Só para ter uma noção ainda lembro-me do meu pastor e demais irmãos (a maioria não tinha TEOLOGIA) subindo ao altar e pregando na sua simplicidade, mensagens sobre salvação, santidade e principalmente a VOLTA DE JESUS para buscar a Igreja.

    Olhando para as coisas hoje chego a uma conclusão: Ou os homens perderam a esperança na volta de Jesus ou o adversário colocou uma fobia em vários corações e simplesmente os silenciou. Parece que até mesmo ministros do altar (salvo exceções) não acreditam mais que Jesus virá para arrebatar a Igreja, mesmo essa mensagem estando tão saliente nas Escrituras Sagradas, especialmente no Novo Testamento.

     Porém para àqueles que ainda conservam no coração essa esperança (e sei que são milhares), tenho algo a dizer da parte de Deus – ele virá nos buscar e isso se dará muito em breve. Resta saber se você ainda faz parte do contingente que Jesus levará para os céus.

1.      Ele virá buscar um povo salvo – Ele não virá buscar frequentadores de culto sem compromisso com ele e com a sua Palavra, mas um povo salvo. Essa é a grande questão da vida cristã: Você é salvo ou mero frequentador de Igreja? Precisamos decidir hoje quem somos de fato, pois no momento do Arrebatamentos (PISCAR DE OLHOS) não dá para tomar essa decisão.

2.      Ele virá buscar um povo que o tem por SENHOR – Paulo quando escrevia a Igreja em Corinto disse: Ninguém pode dizer que Jesus é o Senhor, senão for pelo Espírito Santo”. Não podemos ser salvos em Jesus se ele ao mesmo tempo não o Senhor das nossas vidas. Eu não posso dizer que o Espírito Santo habita em mim e ao mesmo tempo achar que sou “dono do meu nariz”, portanto faço o que quero. Na verdade, no momento da minha conversão (SE FOR VERDADEIRA) a minha vida deixa de me pertencer e passa a ser propriedade do meu Salvador e Senhor, caso contrário, algo está errado.

3.      Jesus virá buscar um povo  transformado –“ Aquele que está em Cristo nova criatura é...” (2 Coríntios 5.17ª). Você já foi transformado por Jesus ou continua fazendo as mesmas coisas e cultivando os mesmos hábitos de antigamente? Jesus somente levará para o céu aqueles que já se deixaram transformar aqui na terra. PERFEITOS? Não, mas a caminho dela diariamente. Essa é a meta daquele que foi transformado pelo poder de Deus na conversão.

4.      Jesus virá buscar um povo que deseja estar com ele – Como podemos pensar em ir para o céu com Jesus se estamos tão satisfeitos com a terra? SE estamos vivendo como se o céu não existisse, podemos pensar em um dia ir lá? A  tônica da igreja pós moderna é a terra (bens, conquistas, casamentos, faculdades, realizações, etc.) e nisso vivem focados 100% como se a ideia de ser arrebatado a qualquer momento os assustasse.


CONCLUSÃO – E quanto a você meu irmão e amigo que lê essa simples reflexão; ainda tens o desejo de ir morar com o Rei? Ainda crês no Arrebatamento? Na sua iminência? Na necessidade de viver uma vida santa enquanto aguardamos esse dia glorioso? És um daqueles que Jesus vem buscar ou já estás dizendo: POR FAVOR SENHOR NÃO VENHA AGORA, SENÃO ATRAPALHARÁS OS MEUS PLANOS?
         
    Bom feriado a todos,
                                            João Augusto de Oliveira



sábado, 7 de outubro de 2017

0 REFLEXÃO - Se o mundo vos odeia (como Igreja) regozijemo-nos




Texto: Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós, me odiou a mim. Se fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu; mas, porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia. Lembrai-vos da palavra que eu vos disse: Não é o servo maior do que o seu senhor. Se a mim me perseguiram, também vos perseguirão a vós; se guardaram a minha palavra, guardarão também a vossa. (João 15.18-20)

             Odiados por um mundo que não conhece a Deus

 Recentemente fomos bombardeados com uma reportagem da "REVISTA VEJA" contendo uma crítica pesada aos evangélicos brasileiros. Nesta, o jornalista ataca duramente os cristãos evangélicos, o que definitivamente acaba por tornar-se um incentivo à perseguição desnecessária contra a Igeja do Senhor.

  O que mais têm me causado espanto não é a "REPORTAGEM" em si, mas a reação admirada de alguns cristãos (dentre nós), como se isso fosse coisa do outro mundo (pensando bem é mesmo) sermos atacados pela mídia (televisiva ou jornalística) ou mesmo por autoridades seculares. Ora, não nos alertou o Senhor Jesus quanto a isso há quase dois mil anos? Esse mundo não jaz no maligno? Então porque a perseguição nos espanta?

    Eu realmente fico perplexo quando vejo os nosos irmãos sendo ovacionados e aplaudios por emissoras de televisão compromissadas com o maligno; quando vejo nossos pastores banqueteando-se com políticos e recebendo dos mesmos gorjetas e abraços; quando em nossos púlpitos estão sentados no lugar dos santos, candidatos ou eleitos que na sua grande maioria são adúlteros, prostitutos e ligados a feitiçaria. Isso sim me causa espanto.

    Se estamos sendo tachados de "pessoas incômodas" pelas razões corretas, ou seja, porque não aceitamos passivamente a dissemeninação da prostituição, a apologia a pedofilia, a união homossexual,  o divórcio generalizado e outros centenas de pecados; então devemos levantar as mãos aos céus e bendizer a Deus (Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguiram e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa. Alegrai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram aos profetas que foram antes de vós - Mateus 5.11-12).

     Ou será que gostaríamos de ser bem vistos por um mundo que jaz no maligno? aceitos por uma sociedade que perdeu os rumos do certo e errado? abraçados por um sistema demoníaco que trasforma as pessoas em zumbis infernais sem vontade propria? Quanto a mim prefiro que me critiquem, me persigam, falem mal e até prendam se preciso for, desde que eu esteja fazendo a vontade de Deus e andando para a glória dele.

    Pense nisso,

                            João Augusto de Oliveira


sábado, 30 de setembro de 2017

0 Reflexão Bíblica - O mundo inteiro jaz no maligno



Estamos cientes de que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno (I João 5.19)

INTRODUÇÃO - Escrito há quase dois mil anos, mas absolutamente atual. Esse versículo que saiu da pena de João parece ter sido escrito hoje, dada a sua atualidade.

Estamos literalmente vivendo um tempo de pecado, podridão e sujeira generalizada. O pior de tudo isso é que grande parte desse "esgoto" que vem assolando o nosso mundo é apoiado e defendido pelo poder público e pelo sistema nosso judiciário.

Sabemos que somos de Deus

É a primeira coisa que devemos ter certeza absoluta é a nossa posição no reino. Pois existem apenas duas: SOMOS DE DEUS OU DO MALIGNO.

Você é de quem? Serve a quem? A Deus ou a Mamom? A quem você tem oferecido a sua vida? A Deus ou a Satanás?

Essas indagações parecem pesadas, mas são reais e delas dependem o nosso destino eterno. A resposta a elas dizem quem verdadeiramente tem sido de fato o senhor de nossas vidas - Deus ou Satanás.

Somos de Deus quando cremos e aceitamos incondionalmente a salvação através de Jesus e o reconhecemos como o Senhor absoluto de nossas vidas.

Somos de Deus quando procuramos viver uma vida de santidade, conforme nos ensina a Bíblia Sagrada e o exemplo de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Somos de Deus quando procuramos adequar a nossa vida à Bíblia Sagrada. A eterna, inerrante e infalível palavra de Deus.

Somos de Deus quando o "AMOR" é  a nossa marca característica. Dizer que ama a Deus ou que o conhece, mas odiar o seu semelhante é "mentir a sí próprio".

           O mundo inteiro está no maligno


Esta é a segunda grande verdade que João nos ensina neste versículo: O MUNDO ESTÁ NO MALIGNO.

Não gostaria que isso fosse verdade, mas infelizmente é o que constatamos diariamente em nossas ruas, cidades e país.

Vivemos cercados pelo caos moral e ético. Parece que o ser humano perdeu todo e qualquer princípio, os valores foram jogados ao ralo e a podridão se espalhou como um câncer fatal no seio da nossa sociedade
.
Acompanhamos recentemente estarrecidos uma exposição organizada por uma determinada instituição bancária, voltada ao público infantil e de conteúdo totalmente execrável, repugnante e nojento. Esta exposição consistia em imagens de pedofilia, zoofilia, incesto, sexo a três etc. algo que nos faz corar de vergonha só de pensar. Imagens que deveriam ser proibidas a maiores de 18 anos são apresentadas a crianças, como a coisa mais inocente do mundo.

Pessoas que estão desfilando nuas nas ruas das grandes cidades vestidas de Jesus Cristo, tentando mostrar que ele (O SENHOR JESUS) era homossexual, bissexual etc., num total e completo desrespeito a Deus e a seu filho amado. Apresentações bestiais e animalescas com a pessoa do amado filho de Deus.

Realmente eu me pergunto como Deus pode ser tão misericordioso e ponto de tolerar tudo isso sem dar o troco a esses imundos... Mas não se espantem senhores se a qualquer momento irromper terremotos no Brasil, furacões ou tornados destruidores; isso não será a fúria da natureza, mas a manifestação da ira de um Deus que tem sido provocado ao extremo por suas insignificantes criaturas mortais.

Para completar a afronta o MAM (Museu de Arte Moderna) apresenta uma suposta exposição de um homem "nu" para crianças e adolescentes ver e tocar como se isso fosse coisa mais normal do mundo. E ainda nos chamam de retrógrados e atrasados porque discordamos dessa pouca vergonha com as nossas crianças.

Conclusão - Estou indignado assim como o profeta Habacuque nos seus dias e pergunto todos os dias a Deus: Até quando, Senhor, clamarei eu, e tu não me escutarás? Gritar-te-ei: Violência! E não salvarás? Por que me mostras a iniquidade e me fazes ver a opressão? (Habacuque 1.2-3)

Oremos Igreja e acordemos para a dura realidade: Esse mundo está sob o controle de Satanás e como tal está afrontando e desafiando a Deus de todas as maneiras possíveis. Assim como o ar que respiro, estou certo, que brevemente do céu virá a recompensa devida a tanta loucura.

"Pois eis que vem o dia e arde como fornalha; todos os soberbos e todos os que cometem perversidade serão como o restolho; o dia que vem os abrasará, diz o SENHOR dos Exércitos, de sorte que não lhes deixará nem raiz nem ramo. Mas para vós outros que temeis o meu nome nascerá o sol da justiça, trazendo salvação nas suas asas; saireis e saltareis como bezerros soltos da estrebaria".(Malaquias 4.1-2)

Pense nisso,

                João Augusto de Oliveira

terça-feira, 26 de setembro de 2017

0 Reflexão Bíblica - Evangelhos pregados atualmente





Texto:   Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos pregasse outro evangelho além do que já vos pregamos, seja anátema.

Como antes temos dito, assim agora novamente o digo: Se alguém vos pregar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema. (Gálatas 1.8-9)

Introdução - Quando o Senhor Jesus voltou aos céus ele ordenou que os discípulos fossem pelo mundo inteiro e pregassem o "Evangelho" (BOAS NOVAS). Eles obedeceram a ordem dada e espalharam a mensagem por toda a parte. Paulo, um deles, foi tão ousado em espalhar a mensagem que chamou este Evangelho de seu.

Não obstante a tudo isso com o passar dos anos agregaram-se a este Evangelho puro de Nosso Senhor; outros pseudoevangelhos que vêm tentando roubar na Igreja o lugar do verdadeiro. Por incrível que pareça esses supostos evangelhos têm sido apregoados por pessoas em nosso meio diariamente, algumas delas desinformadas, outras totalmente mal intencionadas.
Graças a Deus que em meio a esse turbilhão de vozes (pregações) tentando nos chamar a atenção para o errado, ainda existe um remanescente pregando o verdadeiro Evangelho de Jesus.

1. Evangelho Humano.
Detectamos esse evangelho pregado por alguns que centralizam sua mensagem apenas e unicamente no "homem". É o chamado evangelho antropocêntrico, cujas glórias são dadas apenas e unicamente ao homem.
Desse quadro fazem parte aqueles pregadores que tentam fazer da Bíblia um menu de restaurante e dos fiéis fregueses ávidos por iguarias, escolhendo  e exigindo do garçom (JESUS) o que melhor lhes convêm.

2. Evangelho do nada a ver.
Neste evangelho, um dos mais pregados atualmente, tudo pode e nada é pecado. Parece até que pecado é falar a verdade e repreender àqueles querem viver no erro.
Neste evangelho o pregador diz somente o que o povo quer ouvir, ou seja, nada de reprovações ou cobranças; mas apenas bençãos e benesses. Afinal de contas, dizem eles (os pregadores) Deus é amor e ele quer "somente o nosso coração sincero"; de resto tudo pode.

3. Evangelho da saúde perfeita e prosperidade (barganha)
Esse grupo que nasceu nos Estados Unidos através de alguns hereges de lá e foi trazido para a nossa América através de alguns supostos pregadores que para lá viajaram é um dos piores. Ele diz que o cristão verdadeiro não pode nesse mundo passar necessidade financeira nem ficar doente; pois se isso acontecer denota falta de fé do fiel ou infidelidade para com Deus. Em outras palavras, a vida do crente tem de ser: boa casa (mansão), bom emprego (que ganhe milhões), carrão e nunca ficar doente.
Esse evangelho assim como todos os anteriores é falso, mentiroso e diabólico, pois desconsidera a Bíblia como um todo, desrespeita a  soberania de Deus e a história cristã.

Na Bíblia encontramos todos os homens de Deus do passado como homens de grandes lutas e sofrimentos: João Batista perdeu a cabeça por falar a verdade, Pedro foi crucificado de cabeça para baixo (conforme a tradição), Paulo sofreu tanto que não dá nem pra descrever e teve por fim uma morte trágica. Isso sem falar nos profetas do V.T. e principalmente JESUS, o Senhor deles e nosso que conforme detalha Isaías 52 e 53 foi humilhado, vituperado, viveu na pobreza desde o nascimento, foi preso, açoitado, despido, crucificado e morto.

Somos nós então melhores do que todos eles? Se eles sofreram tanto pelo Evangelho, devemos nós apenas colher os frutos? Se mataram o nosso Jesus daquela maneira o que não farão a nós? (Lucas 23.27-28).

4. O Evangelho verdadeiro de Jesus
Era este o Evangelho que Paulo pregava e  devia ser defendido e amado pelos Gálatas e não somente por eles, mas por todo o povo de Deus.
Sei que um pregador está pregando este Evangelho quando a sua mensagem contém:

a. Calvário - Como forma de redenção de toda a raça humana.

b. Salvação pela graça de Deus, mediante a fé, independente das obras.

c. Vida de Santidade - Não somo salvos porque vivemos em santidade; mas vivemos em santidade exatamente por fomos salvos. Dizer que é salvo, mas viver uma vida de pecados é uma afronta ao caráter santo de Deus.

d. Amor ao próximo - Dizer que ama a Deus, mas odiar o seu irmão é no mínimo suicídio espiritual. "Aquele que diz que ama a Deus, mas odeia a seu irmão é mentiroso". (I João 4.20). Agora esse "amar a seu irmão" não se resume apenas a um amor intelectual, de palavras, antes o verdadeiro amor é ativo em ajudar quem precisa. Dizer que ama, mas virar as costas à necessidade dos outros transforma você num mentiroso.

e. Crer na esperança da Volta de Jesus - Nossa esperança é sua vinda, o Rei dos Reis vem nos buscar, nós aguardamos Jesus ainda até a luz da manha raiar. (Coro do hino 300 da Harpa Cristã).

CONCLUSÃO -Qualquer evangelho que não proclama a volta de Jesus para buscar a sua Igreja e o juízo a esse mundo rebelde é evangelho falso e deve ser considerado como disse Paulo ANATEMA (Maldito).

Cuidado com o que você ouve por ai com o nome de "evangelho". Analise com atenção o conteúdo da mensagem do pregador. Se não se enquadrar no modelo Neotestamentário pregado pelo Senhor e seus apóstolos não aceite.

       Pense nisso,

                           João Augusto de Oliveira


 

A voz da Palavra Profética Copyright © 2011 - |- Template created by Jogos de Pinguins