sexta-feira, 4 de agosto de 2017

0 REFLEXÃO BÍBLICA – Apologia ou discussões inúteis?






Fique longe das discussões tolas e sem valor, pois você sabe que elas sempre acabam em brigas (2 Timóteo 2.23 / NTLH)

Evite as controvérsias tolas e fúteis, pois você sabe que acabam em brigas (2 Timóteo 2.23 / NVI)

E rejeita as questões insensatas e improdutivas, sabendo que geram apenas discussões (Timóteo 2.23 / KJV).

Discussão - Desentendimento; ação de defender uma opinião contrária à outra. Debate; conversa polêmica em que cada pessoa é responsável por defender seu ponto de vista: discussão em sala de aula. Análise detalhada feita de modo a demonstrar os prós e os contras de um assunto, um problema, uma teoria, uma questão etc.: problemas em discussão. Ação ou efeito de discutir, de examinar, de contestar. (Dicionário On-Line / https://www.dicio.com.br/discussao/)

INTRODUÇÃO – Normalmente gostamos de defender nossos pontos de vista bíblicos (teológicos) contra os pontos de vista alheios e eu não quero aqui dizer que isso é errado, pois afinal a própria Bíblia exorta-nos a fazer “apologia” da nossa fé diante dos ataques sectários de adeptos de seitas demoníacas.

Porém devemos fazer isso com amor, humildade e acima de tudo com um claro objetivo: levar os discordantes ao conhecimento claro e inequívoco de Cristo e da Salvação oferecida no calvário. Quero dizer que nossa apologia deve ser feita pelas razões e motivações corretas, caso contrário, melhor é ficarmos calados.

APOLOGIA OU DISCUSSÕES INUTEIS? Todo mundo ultimamente é apologista. Esse é o triste quadro que se pinta diante de nós, contudo muitos desses não passam de tagarelas, provocadores de contendas e discussões inúteis. O pior é que muitas dessas discussões são orquestradas por assuntos totalmente triviais.

Já vi irmãos em Cristo, bons crentes, discutindo sobre assuntos tão irrelevantes que confesso,  dei gargalhadas (às escondidas, é claro) do assunto em pauta. E esses irmãos estavam quase a ir as vias de fato por causa de assuntos tão sem importância. Quando fazemos isso na verdade estamos dando lugar ao Diabo para maldizer a nossa vida (e automaticamente a Igreja) por causa da nossa carnalidade.

Se o assunto discutido é “ponto essencial da Doutrina Cristã” ´- Claro que devemos defendê-lo a qualquer custo, mas com mansidão e temor (1Pedro 3.15). Pois o nosso objetivo não é simplesmente ganhar um “debate teológico”, senão, ganhar uma alma duvidosa para Cristo, esclarecendo-lhe o verdadeiro caminho a seguir.

Tristemente tenho observado que nestes últimos dias as pessoas querem debater acerca de tudo o que diz respeito à Bíblia e a Teologia, mas poucos estão realmente interessados em obedecer a Palavra de Deus. 

Discutem, debatem, rebatem unicamente com o objetivo que ganhar a peita, mas não têm em mente a Glória de Cristo e a salvação de uma alma. ISTO ESTÁ ERRADO!

CONCLUSÃO - Acredito que a maior apologia que podemos e devemos fazer a este mundo perdido está exatamente no “viver o verdadeiro Evangelho”. De nada adianta apresentar razões teológicas, sociológicas, jurídicas, filosóficas etc. para convencer o contraditor. Se não damos ao mundo um testemunho de verdadeiro crente (vivendo de forma a não dar escândalo algum ao Evangelho que defendemos) não passamos de hipócritas e seremos tão rejeitados pelo Senhor como os hereges a quem estamos tentando convencer.

Pense nisso,

                      João Augusto de Oliveira

 

A voz da Palavra Profética Copyright © 2011 - |- Template created by Jogos de Pinguins